Blog Kamaleon

5 Mandamentos da Gestão do Estoque

Em outro post já comentamos a respeito da importância do Controle do Estoque.

 

Estoque é dinheiro e é fundamental cuidar bem dele.

 

Para esclarecer, rapidamente, como deve ser a gestão do estoque, trouxemos os 5 Mandamentos. Veja.

 

1. Quanto mais área se ocupa com armazenamento, menos área se torna disponível para vendas

É de suma importância na organização não só do estoque, como da loja em geral, saber otimizar o espaço a ser usado para armazenar itens. Afinal, se você está usando uma área grande para armazenamento, sobra menos para usar com gôndolas ou amostragem de produtos para venda.

 

Para tornar o ambiente mais balanceado, faça sempre uma avaliação do que tem em estoque para eliminar excessos. E sempre preze pela boa organização para evitar ocupações desnecessárias.

 

2. Um lugar para cada artigo e um artigo em cada lugar. Artigos diferentes, locais diferentes

Também é fundamental que o comerciante tenha em mente um planejamento de organização. Além de otimizar o espaço, ainda facilita o controle e aumenta a rapidez para qualquer funcionário que precise buscar algo no estoque. E velocidade no atendimento resulta sempre em satisfação do cliente, não é?

 

É sempre bom categorizar os artigos de maneira adequada e clara. Especificações por categoria, setor e outros detalhes também são bem-vindos. No final, não só você, como o seu funcionário e a clientela vão agradecer.

 

Não deixe também de fazer o inventário com periodicidade para avaliar seu estoque. Veja como clicando aqui.

 

3. Nunca estoque o desnecessário

O inventário também contribui bastante para deixar de guardar itens desnecessários – seja por estarem fora de validade ou com muito baixa procura. Armazenar apenas o que for preciso também ajuda a gastar menos espaço com o estoque e ajuda na hora de procurar algo lá.

Banner E-book Gestão

Faça sempre o controle de estoque não só para descobrir os artigos que estão sobrando, como também para perceber tendências e padrões. E, assim, começar a se planejar melhor nas encomendas, deixando de vender certas coisas para priorizar aquilo que tem mais saída. A reposição precisa ser precisa e estratégica, sempre no tempo certo para não estocar à toa.

 

4. O estoque não deve estar alto quando o caixa está baixo

Se o dinheiro não está entrando, você não deve manter o estoque alto, já que apenas gastaria mais – e desnecessariamente. Se o período é de vacas magras, pratique o desapego e se livre de artigos que não tem saída.

 

Na hora de encomendar novos pedidos, se volte para os que tenham excelente saída. Do contrário, pode significar somente aumento de custos para a loja sem retorno a curto prazo.

 

Ter um sistema de gestão financeira e de frente de loja também pode fazer maravilhas para auxiliar no controle do estoque e para notar quando virão períodos de dificuldade nas finanças.

 

5. O nível dos estoques deve acompanhar a venda dos produtos

Vale sempre a pena bater nessa tecla. Se um produto vende muito, é natural contar com ele em grandes quantidades no estoque. Não só é bom, como é necessário.

 

Nenhum lojista gosta de passar pela experiência de não ter o que o cliente quer – já que, na maioria das vezes, isso significa que ele vai procurar a concorrência para satisfazer seus desejos. E se determinado artigo não está vendendo, guarde pouco dele ou até mesmo elimine do seu catálogo (em caso de saídas muito baixas, que não compensem o custo de fazer uma encomenda do item). Assim, sua gestão de estoque estará sempre o mais precisa e adequada possível.

 

Você já leu nosso ebook Guia Completo da Gestão do Estoque? Com ele você aprenderá as melhores práticas para acertar no inventário e não perder dinheiro! Baixe agora, é grátis!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidades da Kamaleon TI.

Assine nossa newsletter

Entre em contato conosco

Rua Doutor Arnaldo Escorel, 493
Tambauzinho • João Pessoa • PB
CEP: 58042-080

+55 83 3021 8815